Como cuidar de estrelícia, ave do paraíso

Como cuidar de estrelícia, ave do paraíso? Está pensando em cultivar a estrelícia em vaso dentro de casa? Ela é uma planta simples de cuidar e que fica bonita por anos e anos. Neste post trazemos algumas dicas sobre o cultivo desta planta herbácea perene, tipo de solo adequado, quantidade de luz e água para que sua estrelícia permaneça saudável por muito tempo.

Como cuidar de estrelícia, ave do paraíso

A estrelícia é nativa da África do Sul e pode atingir até 1,5 m de altura. Também é conhecida como ave do paraído devido às suas inflorescências que são um conjunto de flores laranjas e estigmas azuis, que saem da bráctea em forma de bico. Demora uns dois anos para começar a dar flor, mas depois suas flores aparecem várias vezes ao ano.

Sua propagação pode ser feita por semente ou divisão de touceira, se notar que o vaso está ficando pequeno para a raiz, modifique para um vaso maior. O replantio é encorajado de três em três anos.

Cresce bem em quase todos os tipos de solo, podendo usar solo padrão rico em matéria orgânica. É importante que o solo seja bem dranado, ela gosta de água mas não de solo encharcado, pois apodrece a raiz.

Como cuidar de estrelícia, ave do paraíso
Como cuidar de estrelícia, ave do paraíso

É uma planta que gosta de temperatura amena entre 21 e 32°C mas suporta temperaturas menores. Precisa de bastante luz do sol mas luz indireta, se tiver muito sol direto irá queimar as flores. Caso esteja com muito sol coloque-a em meia-sombra.

A rega deve ser feita regularmente mas só quando sentir que a parte superior está seca. Coloque o dedo uns 5 cm, se notar que não está úmido, pode regar bem, deixando a águ sair pelo fundo do vaso. Não deixe água acumulada no prato pois isso irá prejudicar a planta.

Remova sempre flores e folhas velhas, para encorajar a floração.

Não está florescendo!

Se a estrelícia não estiver dando flores pode ser culpa de falta de luz do sol, elas gostam de pelo menos seis horas de sol pleno por dia. Também precisam de solo úmido, principalmente durante o verão, mas sempre deixe secar entre uma rega e outra.

Caso ainda não esteja florescendo tente utilizar um fertilizante próprio para estrelícia.

É tóxica para cães e gatos?

Sim, a ave do paraíso contém princípios tóxicos para cachorros e gatos que são irritantes gástricos, podendo causar queimação e irritação na boca, lábios e língua, náusea, vômitos, sonolência. Portanto não deixe em local que seu animal possa pegar e comer.

Deixe um comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.