Como cuidar de asplênio, Asplenium Nidus

Como cuidar de asplênio dentro de casa? A Asplenium Nidus, mais conhecida como asplênio ou ninho-de-passarinho (devido ao interior da planta ser parecido com um ninho), é uma planta epífia perene, nativa do sudeste asiático e leste da Austrália. Neste post explicaremos sobre tipo de solo, quantidade de luz e água para cultivo da asplênio em vaso.

Como cuidar de asplênio

É uma planta de clima equatorial, subtropical e tropical, que prefere temperaturas entre 18 a 24°C. Na natureza cresce em locais úmidos presa às árvores e na sombra, mas pode ser perfeitamente cultivada em vaso. Lembrando que você vai precisar fornecer bastante umidade e luz para que ela cresça saudável.

A asplênio possui folhas em forma de lança que podem atingir até 60 cm de altura. Elas são levemente onduladas com uma nervura central marrom escura.

Gosta de média a pouca luminosidade com luz indireta. Um pouquinho de luz direta antes do pôr do sol não vai fazer mal, mas não deixe tempo demais nem em horários mais cedo. A asplênio que pega mais luminosidade fica com as folhas mais onduladas, a que pega menos fica com as folhas mais lisas.

Você poderá colocá-la no vaso com substrato com turfa e perlita para samambaias. Sua raiz não costuma crescer muito, mas com o tempo poderá se prender ao vaso, podendo até quebrá-lo. Nestes casos deve-se fazer o replantio, ou uma vez a cada dois anos.

Como cuidar de asplênio, Asplenium Nidus
Como cuidar de asplênio, Asplenium Nidus, dentro de casa

Elas são propagadas por semeadura dos esporos não sendo possível propagá-la por divisão como acontece com outras samambaias. Os esporos ficam na parte detrás da folha e mostram que a planta é saudável.

Quantidade de água para asplênio

Ela gosta de bastante umidade e a rega deve ser feita regularmente para que o solo fique úmido todo o tempo, não pode ficar encharcado! Ela até aguenta um tempinho com o solo seco, mas nunca encharcado. O excesso de água pode deixar a planta mole e murcha.

Regue ao redor da planta para evitar que a água se acumule no centro, que pode fazer com que a raiz apodreça. Se onde você mora for muito seco, poderá ser necessário borrifar as folhas para aumentar a umidade.

Use fertilizante diluído apenas duas a três vezes no ano, no período da primavera e verão.

Problemas que podem ocorrer ao cuidar de asplênio

A luz direta do sol faz com que as folhas fiquem amareladas e morram.

O ar seco ou falta de umidade podem fazer com que as pontas das folhas fiquem marrom. Aumente a umidade local.

O excesso de fertilizante pode deformar as folhas com manchas ou borda marrom ou amarelada.

Se as folhas estiverem pálidas ou ela não estiver crescendo, pode ser necessário utilizar fertilizante para alimentá-la. Mas atenção, pois folhas pálidas também pode ser causado pela luz solar em excesso.

É tóxica para cães e gatos?

Não, não existem efeitos tóxicos relatados para esta planta. Mesmo assim é preciso ter cuidado para seu companheiro não ficar engasgado caso coma a planta.

Deixe um comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.