Como cuidar de jibóia

Como cuidar de jibóia dentro de casa? A Epipremnum aureum, mais conhecida como jibóia ou era-do-diabo, é uma planta trepadeira perene nativa da Austrália, Indonésia, China, Japão e Índia. Ela cresce bem dentro de casas, deixando o ambiente muito bonito. Neste post explicamos o tipo de solo, quantidade de luz e água para cultivo da jibóia em vaso. Também explicaremos se ela é tóxica para cães e gatos.

Dicas para cuidar de jibóia em casa

A jibóia na natureza se prende a outros itens pelas suas raízes aéreas, depois de preza envia brotos para baixo até atingir o solo. Os caules que chegam no solo enraizam e começam a crescer, ela pode atingir 20 m de altura na natureza, mas dentro de casa costuma ficar entre 1 a 2 metros de altura.

Ela chama atenção pela beleza das suas folhas em forma de seta, que possuem aspecto de mármore em verde e amarelo, que crescem até 100 cm de comprimento e 45 cm de largura. As flores na jibóia são raras e não aparecem quando a planta está no interior da casa. Mas sua beleza vem das folhas e não das flores, caso as flores apareçam, você poderá podá-las abaixo do botão para economizar energia da planta.

Prefere temperatura de 15 a 29°C e gosta de meia sombra ou luz difusa o ano todo. Muita luz do sol queima suas folhas e ela perde a beleza marmoreada.

Ela pode ser colocada em vaso bem drenado com substrato para suculentas, que costumam ser bem drenados. Coloque cascalhos no fundo do vaso para melhorar a drenagem.

Como cuidar de jibóia, Epipremnum aureum
Dicas para cuidar de jibóia em casa, Epipremnum aureum

Quando ela encher demais o vaso, suas raízes começarão a sair procurando novo solo ou quebrando o vaso. Essa é a hora de passar para um vaso maior. Você pode remover as folhas junto ao caule para dar o formato que deseja para planta e controlar seu crescimento.

A propagação é feita por estaquia, basta cortar um pedaço da planta mãe e colocá-la em copo com água durante 15 dias, para formar a raiz. Depois que formar raiz plante no vaso.

Quantidade de água para jibóia

A rega deve ser feita apenas quando a parte superior do solo, uns 7 cm, estiver seco ao toque do dedo. Não regue demais pois apodrece a raiz e ela morre. Ela prefere ficar sem rega do que o excesso de água, mas a falta de rega prejudica seu crescimento.

Reduza a rega no outono e inverno, pois irá demorar mais para secar a parte superior do solo.

Quem quiser pode usar adubo de 15 em 15 dias, mas na maioria das vezes ele só precisa ser usado se o solo for de má qualidade e a planta não estiver se desenvolvendo.

Problemas que podem ocorrer ao cuidar de jibóia

Se as folhas ficarem marrom e ressecadas, pode ser culpa do local que está muito seco para a planta. Borrife as folhas para aumentar a umidade.

Se as folhas ficarem amarelas e caírem, pode ser rega em excesso. Diminua a rega e verifique se volta ao normal.

Se os caules apodrecerem pode ser culpa de queda de temperatura ou rega em excesso. Verifique de acordo, será preciso cuidar da raiz em caso de apodrecimento.

Se as folhas estiverem um pouco enroladas pode ser dano causado pelo frio.

É tóxica para cães e gatos?

Sim, infelizmente esta planta contém os princípios tóxicos oxalatos de cálcio insolúveis que podem causar irritação oral, queimação intensa e irritação na boca, língua e lábios, baba excessiva, vômito e dificuldade para engolir. Portanto não deixe seu companheiro comer sua planta.

Deixe um comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.