Como cuidar da maranta-riscada em vaso

Como cuidar da maranta-riscada em vaso? A Calathea Ornata, mais conhecida como maranta-riscada ou jacundá, é uma planta perene nativa da América do Sul, famosa por causa das suas folhas grandes com cores atraentes. É conhecida como rezadeira, devido ao hábito de fechar as folhas, ficando na vertical durante a noite e abrindo no raiar do dia. A seguir falaremos sobre o tipo de solo, quantidade de luz e água para cultivo da maranta-riscada dentro de casa. Também explicaremos se ela é tóxica para cães e gatos.

Dicas para cuidar da maranta-riscada

A maranta-riscada pode atingir 60 cm de altura e 60 cm de largura dentro de casa. Suas belas folhas verdes escuras possuem traços em tons cor-de-rosa que mudam para branco quando a planta envelhece, sendo que a face de baixo é roxa. Elas crescem no final de caules longos e necessitam de cuidados para permanecerem saudáveis. Normalmente não dá flores dentro de casa, somente quando cultivada no ar livre.

É uma planta de clima tropical, prefere temperaturas entre 18 e 23°C, não suporta muito frio. Gosta de bastante luz indireta do sol, nunca deixe luz direta pois poderá queimar as folhas.

Utilize vaso bem drenável com furos no fundo, e solo também bem drenável, de preferência rico em matéria orgânica, pode ser à base de turfa com perlita. Coloque pedriscos ou cacos no fundo, para evitar que os furos do vaso se entupam.

Como cuidar da maranta-riscada
Dicas para cuidar da maranta-riscada

De dois em dois anos pode ser necessário o replantio, mas faça isso apenas se a planta tiver crescido muito.

Normalmente não precisa de adubação, mas se quiser utilize fertilizante do tipo NPK diluído, de 15 em 15 dias durante a época do crescimento.

Sua propagação é feita por divisão de touceira.

Quantidade de água na rega da maranta-riscada

Regue frequentemente para manter o substrato levemente úmido, sem deixar secar por completo entre as regas. É importante que ela fique úmida mas não encharcada, senão suas raízes apodrecem. No inverno reduza um pouco a rega, permitindo que apenas a parte superior do solo fique um pouco seco.

Outro detalhe importante para as folhas é a umidade, essa planta necessita de ambiente úmido, senão suas folhas ficam feias. Se onde você mora for muito seco, utilize umidificador de ar ou coloque o vaso em cima de pedrinhas dentro de um tabuleiro com um pouco de água, sem deixar a água entrar em contato com o vaso. Isso irá aumentar a umidade da planta.

Outra fica é borrifar as folhas em épocas muito secas.

Problemas que podem ocorrer ao cuidar de maranta-riscada

Se as folhas estiverem se enrolando ou ficando com as extremiddes secas, pode ser sinal de pouca umidade no ar. Borrife as folhas de tempos em tempos ou utilize a técnica do tabuleiro com pedrinhas e água.

É tóxica para cães e gatos?

Não há relatos das Calathea serem tóxicas para cachorros e gatos. Mesmo assim evite que seu companheiro coma, para não correr o risco de ficar engasgado.

Deixe um comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.