Como cuidar de orelha-de-gato

Como cuidar de orelha-de-gato em vaso? A Kalanchoe tomentosa, mais conhecida como orelha-de-gato ou planta-panda (em inglês), é uma suculenta nativa de Madagascar. Simples de cuidar, suas folhas são peludas e aveludadas parecidas com orelhas de gato (daí o nome). A seguir explicaremos sobre tipo de solo, quantidade de luz e água no cultivo da orelha-de-gato dentro de casa.

Dicas para cuidar de orelha-de-gato

A orelha-de-gato pode atingir 45 cm de comprimento com caule grosso e grupos de folhas grossas que armazenam água. Suas folhas ovais verde-acinzentadas com manchas castanhas nas pontas, possuem pequenos pelinhos que dão aparecência de veludo à planta. Pode ficar com aparência de pequena árvore se for podada corretamente.

Não costuma florescer dentro de casa, apenas quando em seu habitat natural.

Preferem temperaturas entre 15 e 23°C. Gosta de ficar em local com bastante luz brilhante do sol. Pode ser uma mistura de luz direta e indireta com sombras, de vez em quando.

Coloque em vaso com mistura própria para cactos e suculentas. Precisa ser um solo rico em matéria orgânica e bem drenável, caso não tenha a mistura para suculentas, misture um pouco de areia na terra para aumentar a drenagem.

Como cuidar de orelha-de-gato
Dicas para cuidar de orelha-de-gato

O replantio pode ser necessário a cada dois anos durante o crescimento. Depois que estiver adulta pode demorar mais.

Sua propagação pode ser realizada por estaquia das folhas adultas. É só cortar com cuidado e deixar cicatrizar reservada em local escuro. Quando secar a ponta cortada, plante no vaso com substrato próprio. Ela irá enraizar dentro de 4 semanas.

Quantidade de água na rega da orelha-de-gato

A rega só deve ser realizada quando sentir que o solo ficou seco. Se reparar que secou (enfie o dedo na terra para sentir), regue completamente, mas nunca deixe água no prato no fundo.

No inverno reduza bem a rega, pois irá demorar a secar o solo. Ela armazena água em suas folhas, portanto vai preferir a falta de água do que o excesso.

Na primavera e verão utilize fertilizante diluído uma vez por mês.

Gosta da umidade normal da maioria das cidades, mas tolera tempo seco.

É tóxica para cachorros e gatos?

Sim, a Kalanchoe tomentosa possui princípios tóxicos para cães e gatos, que podem causar vômito, diarréia e letargia. Em casos mais graves pode ser fatal. Portanto não deixe em local que seu companheiro possa pegar.

Deixe um comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.