Como cuidar de amora-vermelha

Como cuidar de amora-vermelha? A Rubus rosifolius é conhecida como amora-vermelha, framboesa do campo, framboesa-silvestre, framboesa vermelha, amora de espinho, amora-do-mato, morango silvestre e moranguinho de espinho no Brasil. É um arbusto frutífero perene nativo da África e Ásia. A seguir trazemos algumas dicas sobre como cultivar a amora-vermelha, tipo de solo, quantidade de luz e água. Será que é tóxica para cães e gatos?

Dicas para cuidar de amora-vermelha

A amora-vermelha pode atingir uns 2 metros de altura, produzindo um conjunto de hastes eretas a arqueadas, espinhosas. No primeiro ano, seus caules só produzem folhas pinadas de cor verde brilhante e não florescem, formando ramos floridos apenas no segundo ano, com flores brancas e pentâmeras, morrendo após a frutificação. Os frutos são vermelhos, macios e pequenos, ocos e doces, podendo ser consumidos ao natural ou em receitas diversas. Além disso pode ser cultivada como planta ornamental.

Gosta de ficar em sol pleno, com seis ou mais horas de luz direta do sol por dia, ou em meia sombra. Não tolera clima muito seco e quente.

Deve ser plantada em vaso bem drenado com solo rico em matéria orgânica, que seja bem drenável. De preferência solo argiloso ou arenoso, como mix de plantio com turfa e perlita.

Como cuidar de amora-vermelha, Rubus rosifolius
Dicas para cuidar de amora-vermelha

O replantio é necessário a cada três anos, para formar novas raízes e dar energia para a planta.

A poda deve ser feita no final do inverno, para deixar no tamanho desejado e estimular a frutificação. Deve-se remover galhos secos, doentes e ramos que frutificaram.

Pode ser propagada por semente, divisão de ramagem, estaquia, mergulhia e brotos que aparecem nas raízes. Sendo que se espalha rapidamente pelo terreno, pois as sementes são espalhadas por aves e roedores.

Também pode ser necessário o uso de adubo na primavera e verão.

Quantidade de água no cultivo da amora-vermelha

É uma planta que prefere ficar em solo úmido, sendo intolerante à seca! Portanto a rega deve ser feita regularmente, para manter o solo úmido. Sempre verifique a umidade da terra enfiando o dedo nela.

No inverno reduza a rega, pois ela irá demorar a secar. Sempre preste atenção no solo, sentindo a umidade com o dedo.

É tóxica para cães e gatos?

Não encontramos informações específicas sobre a toxicidade da Rubus rosifolius. Mas de acordo com a Sociedade Americana para a Prevenção da Crueldade a Animais, a Rubus pedatus que é da mesma família, não possui princípios tóxicos para cachorros e gatos. Mesmo assim, sempre preste atenção com as plantas que seu companheiro possa comer.

Deixe um comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.