Como cuidar de erva-da-fortuna, tradescância

Como cuidar de erva-da-fortuna? A Tradescantia fluminensis, mais conhecida como erva-da-fortuna e tradescância, é uma planta perene nativa de América do Sul, Brasil, Uruguai e Argentina. Em alguns países é considerada uma planta invasiva ou até uma erva daninha, pois crece muito rápido e atrapalha o desenvolvimente de outras plantas. Mas para cultivo controlado dentro de casa pode ser uma boa opção. A seguir falaremos sobre tipo de solo, quantidade de luz e água para a tradescância.

Dicas para cuidar de erva-da-fortuna

Existem dois tipos da Tradescantia fluminensis. A variegat, que tem folhas verdes com listras cremes, e a quicksilver que tem riscas brancas. Ela pode atingir 60 cm de altura, e suas folhas podem ser ovais ou formato de seta, e crescem em caules pendentes. Dentro de casa é melhor pendurar o vaso para que os caules caíam pelas laterais do vaso. Flores costumam aparecer no verão, mas são sem graça.

Ela prefere temperaturas entre 18 e 24°C, não suporte muito frio. Ela gosta de muita luz, precisa ficar em local muito iluminado mas sem luz direta do sol. A luz encoraja o crescimento da planta,

Precisa ficar em vaso bem drenado com solo rico em matéria orgânica, que seja bem drenável. Uma dica é usar substrato de turfa e perlita.

A cada dois anos poderá ser necessário o replantio para um vaso um pouco maior.

Como cuidar de erva-da-fortuna, tradescância
Dicas para cuidar de erva-da-fortuna, tradescância

É importante podar as extremidades do caule, pois encoraja o crescimento de mais ramos. Se a poda não for realizada, os caules poderão crescer espigados, dando aspecto feio.

A propagação pode ser realizada cortando caules de 7 a 12 cm, remova todas as folhas da parte inferiror deixando uma ou duas no caule. Mergulhe no enraizador e planta em vaso com substrato úmido. Demora alguns meses para aparecerem as raízes.

Quantidade de água na rega

A rega deve ser feita regularmente para manter o solo úmido, mas aguarde a parte superior do solo ficar seca para regar. Verifique se está seco colocando a ponta superior do dedo indicador no substrato. Quando a planta estiver em repouso, normalmente entre novembro de março, reduza a rega, senão ela pode morrer. Regue apenas quando metade do substrato estiver seco.

Ela gosta da umidade normal, caso onde você mora seja muito seco, borrife as folhas com água.

Problemas que podem ocorrer ao cuidar de erva-da-fortuna

Se os caules estiverem crescendo espigados e vazios pode ser falta de luz, água ou terra vegetal. Verifique de acordo com a sua. Mas se a planta estiver velha também pode acontecer, estará na hora de trocá-la.

Se as folhas estiverem verdes sem listras pode ser culpa de luz em excesso, modifique o local da planta.

Caules murchos pode ser falta de água, aumente a rega.

É tóxica para cães e gatos?

Sim, ela pode causar dermatite de contato em cães e gatos, normalmente afeta barriga, axilas e virilha, além de orelha e rosto. Aparecem pústulas com manchas vermelhas ao redor, o animal acaba coçando e causa sangramento e remoção da pele. Portanto evite deixar em local que seu companheiro possa encostar.

Deixe um comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.