Como cultivar aguapé

Como cultivar aguapé? A Eichhornia crassipes, mais conhecida como aguapé e jacinto-de-água (Portugal), é uma planta aquática perene nativa da América do Sul. Muito apreciada por suas lindas flores azuis arroxeadas parecidas com jacinto, que podem ser usadas como flor de corte. A seguir trazemos algumas dicas sobre como cuidar da aguapé, tipo de solo, quantidade de luz e água. Será que é tóxica para cães e gatos?

Dicas para cultivar aguapé

A aguapé possui folhas redondas alongadas, grandes e brilhantes, no formato de rim ou coração. Os caules das flores podem ficar 15 cm acima da folhagem e cada planta pode conter até 20 flores, que duram alguns dias. Ela se espalha rapidamente podendo se tornar uma planta invasora, por isso sua expansão deve ser controlada. Em alguns países é uma planta proibida, pois cobre a superfício da água bloqueando sol e esgotando oxigênio dos peixes e outros animais.

Prefere temperaturas quentes e gosta de ficar em sol pleno, mais de seis horas de luz direta do sol por dia. Não suporte neve ou geadas. Quando cultivada em recipientes, é melhor pegar meia-sombra a partir do meio tarde.

Pode ser cultivada em jardim aquático dentro de meio barril de madeira ou como você preferir (se usar barril, coloque saco de lixo antes de colocar a terra, para conter a água). Coloque uma camada de terra no fundo do recipiente, e uma fina de camada de areia por cima. Não use misturas com perlita e outros produtos, pois podem flutuar até o topo do recipiente. Depois coloque uma muda da planta na superfície da água, ela rapidamente irá se firmar e começar a crescer.

Como cultivar aguapé, Eichhornia crassipes
Dicas para cultivar aguapé, Eichhornia crassipes

A aguapé pode ser multiplicada por divisão da planta, basta utilizar a tesoura para cortar na raiz e colocar em outro recipiente com água. Ela dobra de tamanho a cada 12 dias.

A poda deve ser feita para evitar o espalhamento da planta caso esteja sendo cultivada em lagos, você pode cortar a raiz grossa usando uma tesoura. Quando é cutivada em local limitado como um jardim aquático, não costuma ser necessário a poda, mas se quiser debaste um pouco quando estiver com 60% da superfície da água coberta. Desde que não tenha peixes no local! Senão pode antes disso.

Você também pode remover folhas amarelas para não prejudicarem o restante da planta. Para promover a floração, o ideal é deixar a planta apenas no centro do recipiente, não permitindo que ela espalhe demais. Para isso utilize algum tubo de plástico circular em volta da planta (para contenção de flutuantes).

Normalmente não precisam de fertilizantes pois obtem os nutrientes da água. Também não precisa de rega, suas raízes ficam o tempo todo suspensas na água.

É tóxica para cães e gatos?

Não, de acordo com a Sociedade Americana para a Prevenção da Crueldade a Animais, a Eichhornia crassipes não possui princípios tóxicos para cachorros e gatos. Mesmo assim evite que seu companheiro coma, pois ele pode se engasgar.

Deixe um comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.