Como cuidar de babosa-espiral

Como cuidar de babosa-espiral? A Aloe polyphylla, mais conhecida como babosa-espiral ou aloe-espiral no Brasil, é uma suculenta perene nativa do Lesoto na África do Sul. Se você está pensando em cultivar esta planta, neste post trazemos algumas dicas que poderão ajudar como, tipo de solo, quantidade de luz e água. Será que é tóxica para cães e gatos?

Dicas para cuidar de babosa-espiral

A babosa-espiral é uma planta compacta que pode atingir 30 cm de altura e espalhar por até 60 cm de largura. Muito cultivada pela sua folhagem, que possui padrão espiral (em sentido horário ou anti-horário), dando um visual bonito. A planta adulta pode ter até cinco linhas com até 150 folhas, a partir do centro. Suas folhas são carnudas e possuem espinhos brancos a verde-claros nas pontas, com um espinho único marrom na ponta da folha. Dá flores tubulares que aparecem em um espigão ramificado acima da folhagem. Essas flores têm cor variável, mas geralmente são vermelhas com pontas amarelo-esverdeadas.

É uma suculenta, gosta de ficar em sol pleno, com seis ou mais horas de luz direta do sol por dia. Quando cultivada dentro de casa, deixe na janela que pegue bastante sol. Mas sobrevive em sombra parcial. Se onde você mora o sol for muito forte, deixe em sombra parcial.

Deve ficar em vaso bem drenável de argila, de preferência com furo no fundo. Escolha solo rico em matéria orgânica que seja bem drenável. Se quiser utilize mix de plantio próprio para suculentas, que contenha areia ou cascalho, para aumentar a drenagem.

Não necessita de poda, pois atinge seu tamanho adulto sem nascer brotos nas laterais. O replantio só é necessário após dois ou três anos, se ela estiver grande demais para o vaso.

Como cuidar de babosa-espiral, Aloe polyphylla
Dicas para cuidar de babosa-espiral, Aloe polyphylla

É bem difícil de se propagada pois não emite brotações laterais e para formar sementes é preciso polinização cruzada. A propagação pode ser feita pela planta filha (offset) que aparece na planta mãe, e são idênticas a esta. Deve ser separada usando uma faca estéril usando luvas, devido aos espinhos. Não pode ser propagada pelas folhas.

Não costuma necessitar de fertilização regular, pois está acostumada a viver em solos arenosos e de baixa qualidade. Quem quiser pode aplicar fertilizante para suculentas, uma vez ao ano na primavera, para ajudar no crescimento.

Quantidade de água na rega da babosa-espiral

Como a babosa-espiral é uma suculenta, não necessita de tanta água na rega para sobreviver. Ela tolera períodos de estiagem, pois armazena água em sua folhagem carnuda. Portanto regue somente quando sentir que o solo secou por completo, enfie o dedo na terra para sentir.

O excesso de água apodrece a raiz e ela morre. Evite o excesso de rega e reduza muito no outono e inverno.

É tóxica para cães e gatos?

Não conseguimos encontrar informações específicas sobre a babosa-espiral, mas de acordo com a Sociedade Americana para a Prevenção da Crueldade a Animais, várias espécies de babosa possuem princípios tóxicos para cachorros e gatos. Elas podem causar vômito, letargia e diarreia.

Deixe um comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.