Como cuidar de psoríase

Como cuidar de psoríase? O que é a psoríase e o que causa essa condição? Ela tem tratamento e pode ser curada? É contagiosa, pode pegar? Neste post tiramos algumas dúvidas sobre a psoríase, uma doença inflamatória da pele que infelizmente não tem cura, mas pode ser tratada.

Como cuidar de psoríase

A psoríase é uma condição para a vida, é uma doença inflamatória crônica da pele que não tem cura mas tem tratamento e pode ser controlada. Apesar de não ter como prevenir, seguindo algumas dicas dos médicos é possível controlar a reincidência.

Psoríase não é contagiosa, uma pessoa que sofre dessa condição não vai passar para outra, mesmo que ela toque na outra pessoa. Portanto você não precisa evitar o contato com pessoas que sofrem deste problema. Você não pega psoríase se:

  • nadar na mesma piscina que uma pessoa com psoríase nadou;
  • tocar alguma pessoa que tem psoríase;
  • ter relações íntimas com alguém com psoríase.
mãos com pele escamosa causada pela psoríase como cuidar

As causas da psoríase ainda não são muito claras, mas o que se sabe é que a genética tem um papel importante na doença, se alguma pessoa na sua família tem, o risco de você ter é maior.

Além dos genes, o sistema imunológico da pessoa também irá influenciar no desenvolvimento da doença. Quando a pessoa tem psoríase, algo dá errado no sistema imunológico, então as células T, que deveriam nos proteger, atacam as células da pele do corpo. Esse ataque faz o corpo fabricar novas células da pele com mais frequência. As células extra da pele se acumulam na superfície da pele e aparece a psoríase.

Qual o tratamento para evitar reincidência?

Como não tem cura, o tratamento é feito quando a psoríase aparece e normalmente podem ser controlados com medicação local, hidratação da pele e exposição ao sol. Muitas pessoas acham que o sol faz mal, mas ao contrário, o banho de sol é estimulado pois alivia os sintomas da doença. Também deve-se fazer acompanhamento com o dermatologista periodicamente, para evitar a reincidência.

Além disso é muito importante descobrir os gatilhos da psoríase. Alguns gatilhos mais comuns são:

  • estresse;
  • lesões na pele;
  • infecções como garganta inflamada;
  • alguns medicamentos (lítio, prednisona e hidroxicloroquina);
  • tabaco;
  • consumo de bebida alcoólica em excesso.

Evitando os gatilhos é possível reduzir o aparecimento da psoríase.

Deixe um comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.