Como cuidar de cachorro com demência

Procurando saber como cuidar de cachorro com demência? Seu cachorro idoso tem andado esquesito e não tem idéia do que pode ser? Pois saiba que cachorros também passam por “problemas” da idade. Por exemplo, eles podem esquecer dos brinquedos favoritos e até do local onde sempre caminhou com seu dono. Nos cães isso é chamado de síndrome da disfunção cognitiva canina (SDCC), o Alzheimer nos cães.

Mais quais os sinais da demência canina? O que fazer em cada caso? Como deixar o animal confortável mesmo enfrentando esse problema? Daremos algumas dicas neste post.

Como cuidar de cachorro com demência

A maneira mais fácil de detectar a disfunção cognitiva canina é prestando atenção quanto aos seguintes sinais:

  • desorientação;
  • alteração na interação com os tutores e outros animais;
  • distúrbios no ciclo de sono-vigília;
  • perda de treinamento higiênico e de eliminação;
  • mudanças no nível de atividade.

Em inglês esses sinais são chamados de DISHA (Desorientation, Interactions, Sleepwake cycle changes, House soiling, Activity levels changes). Tendo isso em mente é possível comparar com outras coisas para descobrir se o animal tem mesmo SDCC.

Além desses sinais é preciso verificar se o cão está com dificuldade para comer ou para encontrar a vasilha de água e comida, e ainda se está com movimentos repetitivos ou inquietos.

Como cuidar de cachorro com demência?
Como cuidar de cachorro com demência?

Nem sempre os sintomas pioram, progridem, mas se ele apresentar mais sinais e com mais frequência, então maior é o problema.

Cachorro com desorientação

A desorientação é um dos sintomas mais comuns no caso da SDCC, por exemplo, se o cachorro foi dar uma voltinha e na hora de voltar, entra na casa pela porta errada.

Também pode ocorrer dele ficar preso em locais sem saber como sair, você pode acordar à noite e encontrá-lo olhando para alguma parede ao invés de estar deitado na cama.

Alteração na interação com os tutores e animais

A SDCC pode afetar como o animal interage com as pessoas e outros bichos. Mesmo em cães sociáveis, pode ocorrer dele ficar irritado e até rosnar para pessoas e animais, algumas vezes atacando seus antigos amigos.

Neste caso é importante verificar corretamente o problema pois o cão também pode estar com alguma dor que está deixando-o irritado.

Distúrbios no ciclo de sono-vigília em cachorro com demência

A mudança nos padrões de sono ou interrupção nos ritmos circadianos são um dos sinais mais específicos da disfunção cognitiva.

Se notar que seu cãozinho fica andando pela casa durante a noite toda, invertendo horários normais que estavam acostumados, pode ser sinal da SDCC. Uma dica para acalmar o animal é colocar uma luz noturna ou colocar algum ruído branco, ventilador, som da televisão, ar condicionado ou outro.

Perda de treinamento higiênico e defecação

Incontinência urinária e de defecação dentro de casa é outra maneira de detectar a disfunção, principalmente se o cão foi treinado para fazer somente na rua. É preciso verificar para saber se o cãozinho não está com problemas renais, infecção na bexiga ou diabetes.

Se ele ficar olhando para a porta e defecar logo em seguida, é porque perdeu a capacidade de entender que teria que fazer do lado de fora da casa. Não brigue com o animal, é importante ter paciência e levá-lo na veterinária.

Mudanças no nível de atividade em cachorro com demência

Cães com SDCC podem parar de ter interesse em explorar as coisas, ou responder a sons e pessoas. Por exemplo, se alguém tocar a campainha e ele não levantar para ver quem é. Ou então não vir falar com você quando chegar em casa.

Problemas para comer e beber

Alguns cães com disfunção cognitiva apresentam dificuldade para comer e/ou beber, deixando cair alimento quando estão comendo, e até para encontrar a tigela de comida. Além disso podem esquecer de seus alimentos preferidos, não dando bola quando você mostra para eles.

Se não for problema de visão ou audição, pode ser sinal de SDCC.

Movimentos repetitivos

Cachorros mais velhos normalmente têm declínio nas atividades, mas podem apresentar também inquietação. Se seu cão estiver com movimentos repetitivos, balançando cabeça ou pernas ou fica andando em círculos, pode estar relacionado à disfunção cognitiva.

Notando qualquer um dos sinais acima, é muito importante levar seu cãozinho no veterinário. Alguns dos sintomas acima também podem significar outras coisas como diabetes ou tumor, é preciso diagnosticar o problema real. Além disso o veterinário pode prescrever medicamentos para aliviar ansiedade e outros, para ajudar a aliviar os sintomas.

Deixe um comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.