Como cuidar de Sedum pachyphyllum

Como cuidar de Sedum pachyphyllum dentro de casa? A Sedum pachyphyllum, conhecida em inglês como Muitos Dedos (Many Fingers) por causa do seu formato de dedinhos, é uma planta perene suculenta nativa do México. Fácil de cuidar, não precisa de muita atenção, sobrevive bem com pouca água. A seguir falaremos sobre tipo de solo, quantidade de luz e água para cultivo da Sedum pachyphyllum em vaso. Será que é tóxica para cães e gatos?

Dicas para cuidar de Sedum pachyphyllum

A Sedum pachyphyllum não costuma crescer muito, atinge uma altura de uns 30 cm. Se espalha pela queda das folhas, que enraizam e criam uma cobertura sobre o solo no vaso. É uma planta compacta e organizada quando jovem, mas com o envelhecimento vai se espalhando irregularmente.

Sua base é lenhosa e ramificada, cresce na vertical, mas se curva com o desenvolvimento (por isso é legal deixá-la pendurada, para cair pelas laterais do vaso). As folhas são carnosas, curtas e grossas na cor verde claro ou verde cinzenta, no inverno aparecem pontas vermelhas se ficarem no sol. Flores amarelas podem aparecer no verão.

Suporta a maioria das temperaturas, mas é bom evitar temperaturas muito baixas no inverno. Gosta de sol pleno, luz direta do sol em parte do dia, portanto deixe em uma janela que pegue algumas horas de sol.

Coloque em vaso bem drenável, com furo no fundo, e solo bem drenável rico em matéria orgânica. Uma boa opção é usar mistura própria para cactos e suculentas, ou faça uma mistura de turfa com perlita ou areia. Não deixe prato embaixo, pois se ficar encharcada morre.

Como cuidar de Sedum pachyphyllum
Dicas para cuidar de Sedum pachyphyllum

O replantio poderá ser necessário a cada dois anos, a não ser que a planta tenha crescido demais para o tamanho do vaso.

Sua propagação pode ser feita por estaquia dos ramos e até pelas folhas que caem.

  • No caso da estaca, deve-se cortar um caule da planta principal. Deixe o caule em local com sombra durante alguns dias para secar e fechar o corte. Depois é só plantar na mistura própria, deixando o solo umedecido.
  • Se for pelas folhas, é só remover a folha do caule torcendo ela delicadamente, ela tem que sair inteira. Coloque as folhas em local sombreado e deixe secar o corte. Depois plante em vaso com mistura própria. A folha irá enraizar normalmente.

Quantidade de água na rega, umidade e fertilizante

No verão e primavera ela precisa de mais água, regue regularmente deixando o solo secar entre uma rega e outra. Ela prefere a seca do que o excesso de água. No inverno deve ser necessário reduzir um pouco a rega, preste sempre atenção se o solo secou ou não.

Gosta da umidade normal da maioria das cidades, mas sobrevive bem em clima seco. Durante épocas mais quentes deixe em local que tenha bastante circulação de ar.

O uso de fertilizante diluído poderá ser necessário uma vez por mês durante a primavera e verão.

Problemas que podem ocorrer ao cuidar de Sedum pachyphyllum

Manchas marrom subindo pelo caule da planta, quer dizer que a raiz está começando a apodrecer. Esse apodrecimento é causado pelo excesso de rega. Reduza a rega, regando apenas quando o solo secar. Se não melhorar, pode ser necessário remover parte podre da raiz e replantar a Sedum pachyphyllum.

Folhas murchando ou muito moles também pode ser excesso de rega, especialmente no frio.

Folhas pálidas amareladas, pode ser falta de sol, coloque em local que pegue algumas horas de raios direto do sol todos os dias.

É tóxica para cães e gatos?

Essa espécie não aparece como tóxica na lista da Sociedade Americana de Prevenção de Crueldade contra Animais, mas algumas suculentas da família Crassulaceae foram indentificadas como tóxicas para animais. Portanto não deixe em local que seu companheiro possa pegar.

Inclusive não é recomendado manusear a planta, pois pode causar irritação na pele.

Deixe um comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.