Como cuidar do cacto-do-peru

Como cuidar do cacto-do-peru dentro de casa? O Cereus repandus ou Cereus peruvianus, é conhecido no Brasil como cacto-do-Peru e em inglês como cacto maçã do Peru (devido aos seus frutos vermelhos que lembram uma maçã). O cacto-do-Peru quando sofre alteraçao em seu DNA, dá origem às variações cacto-parafuso (Cereus peruvianus tortuosus) e ao cacto-monstruoso (Cereus peruvianus monstruosus). Neste post falaremos sobre tipo de solo, quantidade de luz e água no cultivo do cacto-do-peru em vaso. Será que ele é tóxico para cães e gatos?

Dicas para cuidar do cacto-do-peru

O cacto-do-peru possui uma bonita flor branca ou rosa em forma de funil, que pode crescer até 20 cm de comprimento. Elas abrem durante a noite e fechão pela manhã. Seu caule é grosso na cor verde acizentada, com espinhos marrom. No clima correto pode atingir 9 metros de altura, quando cultivado ao ar livre. Você poderá podá-lo para manter um tamanho ideal para dentro da sua casa.

Prefere temperaturas entre 15 e 24°C. Deve ficar em local com bastante luz solar ou luz direta.

Coloque em vaso pesado (barro, cerâmica ou cimento) para evitar que tombe quando ele crescer, pois fica um pouco pesado. Plante em mistura própria para cactos e suculentas, tem que ser um solo rico em matéria orgânica e bem drenável.

Modifique o cacto-do-peru para vasos maiores conforme for crescendo, mas quando atingir o tamanho que você deseja, evite replantar. O replantio deve ser realizado na primavera.

Dicas para cuidar do cacto-do-peru
Dicas para cuidar do cacto-do-peru

O cacto-do-peru pode ser propagado por estaquia do topo do caule, ou removendo brotos na primavera. Há possibilidade de propagação por semente, mas é mais complicado que por estacas. Quando cortar uma parte superior do caule na poda, deixe secar em cima de um papel por uma a duas semanas. Quando cicatrizar plante em um substrato com turfa.

Quantidade de água na rega ao cuidar do cacto-do-peru

A rega deve ser feita em mais quantidades no verão e reduzir bastante no inverno, pois ele armazena água no caule e prefere a seca do que o excesso de água.

Da primavera ao final do verão, regue somente quando sentir o solo começando a secar, sinta colocando o dedo na terra. No final do verão até a primavera seguinte, reduza a rega! Deixe o solo secar bastante entre as regas.

A umidade normal do dia a dia costuma ser suficiente para este cacto, não sendo necessário borrifar água. Deixe em local bem ventilado da casa, principalmente durante o verão.

Curiosidade sobre o cacto-do-peru

Abaixo você pode conferir uma pessoa comendo a fruta do cacto-do-peru, que é parecida com a maçã:

É tóxico para cães e gatos?

Não conseguimos encontrar informações sobre a toxicidade deste tipo de cacto. Mesmo que não seja tóxico, seus espinhos podem causar problemas na boca e na pele do seu companheiro. Portanto não deixe em local que ele possa pegar.

Deixe um comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.