Como cuidar de áster-da-china

Como cuidar de áster-da-china? A Callistephus chinensis, mais conhecida como áster-da-china, áster, sécia, rainha-do-mercado, rainha-margarida, malmequer-de-sécia, é uma planta anual nativa da China. Neste post trazemos algumas dicas sobre o cultivo da áster, tipo de solo, quantidade de luz e água. Será que é tóxica para cães e gatos?

Dicas para cuidar de áster-da-china

A áster-da-china pode atingir de 20 a 90 cm de altura e espalha por 25 a 45 cm de largura. Possui caule ramificado ereto, folhas verdes ovais e profundamente dentadas. Muito cultivada pela beleza de suas flores coloridas brilhantes (parecidas com as do crisântemo), que podem ser flores simples como margaridas, ou flores duplas em forma de pompom. Elas podem ser roxa clara, púrpura, rosa escuro ou claro, vermelha, amarela e branca, e podem ter centro amarelado. Essas flores atingem de 7 a 12 cm de comprimento e aparecem do verão ao outono.

Pode ser cultivada no sol pleno, seis ou mais horas de luz direta de sol por dia, ou em meia sombra. Se onde você mora o sol for forte demais no meio dia, evite-o e deixe em meia sombra. O calor de verão pode atrapalhar o florescimento.

Deve ser plantada em vaso bem drenável com furo no fundo, em solo rico em matéria orgânica que sejam bem drenável. Pode escolher mistura de plantio que contenha calcário, areia ou argila, para aumentar a drenagem.

Como cuidar de áster-da-china, Callistephus chinensis
Dicas para cuidar de áster-da-china

Não necessita de poda, mas pode remover botão de flores que estiverem mortos, logo acima de uma folha. Isso irá prolongar o florescimento, pois assim a planta não gasta energia nesses botões. Evite transplantar, pois ela é uma planta sensível e pode morrer.

Além disso pode ser propagada por sementes. Evite o uso de fertilizante rico em nitrogênio, pois pode ser prejudicial para o florescimento. Escolha algum equilibrado e de liberação lenta.

Quantidade de água na rega da áster

A áster precisa ser regada regularmente, para ficar úmica mas nunca encharcada! O excesso de água pode matar a planta. Portanto sempre verifique a secura da terra, enfiando o dedo nela. Não deixe secar completamente, quando notar que a parte superior secou, regue. Normalmente uma vez por semana é suficiente.

É tóxica para cachorros e gatos?

Não, de acordo com a Sociedade Americana para a Prevenção da Crueldade a Animais, a áster-da-china não possui princípios tóxicos para cães e gatos. Mesmo assim, tenha cuidado para seu companheiro não se engasgar.

Deixe um comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.